Menu

Qual a diferença entre condomínio vertical e horizontal?


Quer descobrir qual a diferença de condomínio vertical e horizontal? Aqui no Blog da Moresco nós respondemos a todas as suas dúvidas sobre o assunto! Confira.





Um dos desejos mais comuns, principalmente entre os jovens que querem adquirir independência, é ter um apartamento para chamar de seu. Como alguns se importam — e muito! — com as características do espaço, as construtoras estão investindo cada vez mais em novas ideias.





Aquela história de que o condomínio deve ter ao menos um salão de festas impecável já caiu em desuso. Afinal, os moradores querem comodidades e precisam de segurança para viverem com mais tranquilidade e conforto.





É nesse sentido que observamos um avanço significativo em projetos de grandes condomínios. Em sua maioria, há academia privativa, áreas de lazer, saunas, pequenos centros comerciais dentro do espaço e até outras mordomias que, há algum tempo, não seria possível ou viável.





Entre as possibilidades, temos o conceito dos condomínios verticais e horizontais. Aliás, você sabe do que se trata? Conhece as diferenças entre eles? O que será que os diferenciam em questões estruturais?





É justamente pensando nesses questionamentos que montamos este artigo. Aqui, explicaremos melhor o que caracteriza um condomínio, quais são as vantagens de morar em um e qual é a diferença entre os verticais e horizontais. Vamos, então, embarcar nessa pesquisa e obter algumas respostas?





O que caracteriza um condomínio?





De acordo com um artigo publicado no Jus, em palavras mais simples, podemos entender o condomínio como um espaço que pertence a mais de uma pessoa, cabendo a cada um dos envolvidos direitos iguais sobre ele. Isso inclui o pagamento de despesas e a questão de aproveitamento.





Diante desse cenário, as pessoas que fazem parte desse espaço podem usufruir do que ele oferece, sem qualquer exclusividade perante os demais. No entanto, se pensarmos que os apartamentos também estão relacionados ao condomínio, estes, em específico, são destinados aos seus moradores.





O Código Civil de 2002 nos traz algumas particularidades que regem o conceito de um condomínio. Por exemplo, os envolvidos não podem realizar obras que prejudiquem a estrutura do espaço, fazer alterações externas que modifiquem o estilo do prédio ou, ainda, deixar de contribuir com as cotas estabelecidas.





Por sua vez, o condomínio também precisa seguir regras, como construir novos andares ou prédios somente com a aprovação de todos os condôminos, ter seguro contra riscos de incêndio e destruição, realizar obras úteis com a aprovação da maioria dos moradores, entre outras vigências.





Atualmente, existem condomínios de casas, apartamentos, salas comerciais ou mistos. De qualquer modo, sua caracterização enquanto tal depende de propriedades simultâneas em um mesmo espaço, ou seja, depende de diversos proprietários de locais privativos que dividem áreas comuns.





Principais vantagens de morar em condomínio





qual a diferença entre condomínio vertical e horizontal




As vantagens de morar em condomínio em Brusque são muitas. A cidade em si é recheada de possibilidades no que diz respeito ao lazer e entretenimento, além de oferecer aos moradores e visitantes inúmeras comodidades, como serviços próximos, bairros planejados e alto índice de qualidade de vida.





Em sua maioria, esse modelo de construção é pautado por disponibilizar ainda mais conforto, tornando a vida dos habitantes menos complicada. Temos como exemplo a segurança 24 horas, bastante comum em condomínios, já que os moradores pagam uma taxa mensal pelo zelo de seu patrimônio.





Outro benefício dessa escolha é a infraestrutura, algumas até consideradas luxuosas. O salão de festas é o complemento mais evidente, porém outras particularidades podem estar incluídas, como piscina, salão de jogos, quadras poliesportivas, academia, spa e, até mesmo, lojas comerciais.





Não podemos deixar de lado, também, a qualidade de vida, a qual pode ser conquistada se vivemos em um lugar que nos proporciona experiências positivas. Há casos de condomínios fechados que possuem ciclovias ou áreas verdes extensas, tornando o dia a dia dos moradores mais leve.





A praticidade é outro ponto a ser considerado. Isso porque, se pensarmos bem, um espaço com tantas possibilidades nos traz certo conforto, como não ter que percorrer grandes distâncias para treinar ou pagar um seguro residencial que sairia muito mais caro do que a taxa do condomínio.





Com tantas opções, conseguimos compreender o motivo de construções assim serem tão procuradas, não é? No entanto, ainda nos resta uma dúvida: qual a diferença entre condomínio vertical e horizontal? Vamos descobrir?





Qual a diferença entre condomínio vertical e horizontal?





Você já deve ter percebido por aí que há diferentes tipos de condomínios. Alguns são de casas e ocupam extensas áreas para que todos os moradores possam se alocar tranquilamente, enquanto outros são de prédios e crescem para cima, minimizando o uso do terreno para outras alternativas.





Na verdade, é justamente essa diferença que faz com que um condomínio seja considerado vertical ou horizontal. No entanto, para um entendimento claro e sem resquícios de dúvidas, acompanhe as informações a seguir!





Condomínio vertical





A principal característica do condomínio vertical é que ele se expande para cima. Isto é, em vez de ocupar o terreno com diversas construções, normalmente possui um ou mais prédios iguais com vários andares, o que abre vagas para que áreas comuns sejam construídas ao redor.





Quando alguém quer comprar um apartamento na planta, por exemplo, é normal que se indique a pesquisa por condomínios verticais, já que eles oferecem uma quantidade maior de opções para escolha assertiva.





É uma prática frequente em cidades de médio e grande portes, as quais não dispõem de extensões grandiosas para suportar as construções horizontais. Desse modo, a fim de contornar a falta de espaço, são construídos prédios.





Entretanto, vale mencionar que os advogados do ramo imobiliário entendem os condomínios verticais de outra maneira: são assim caracterizados por terem um plano de separação entre as residências posicionado verticalmente. Isso significa que as paredes divisórias são verticais.





Condomínio horizontal





qual a diferença entre condomínio vertical e horizontal




Os condomínios horizontais, por sua vez, expandem-se para os lados, formando uma espécie de vila. Geralmente são compostos por casas construídas uma do lado da outra, inspirados nos bairros nobres americanos, em que não há cercas e os muros são baixos ou até inexistentes.





Nesse contexto, importante citar que se trata de uma disposição cada vez menos frequente nas cidades, pois, como mencionamos anteriormente, elas já não possuem tantos terrenos disponíveis para construir algo desse nível. Assim, perde lugar quando comparada à disposição vertical.





Além disso, para contrariar, os advogados imobiliários também ressaltam certo equívoco para o conceito de condomínio horizontal. Segundo eles, os apartamentos contam com uma estrutura vertical, porém são considerados condomínios horizontais devido ao plano de divisão ser o teto e o chão.





Venha morar em um condomínio em Brusque e garantir mais comodidade





Fazendo uma análise mais detalhada, podemos concluir que as imobiliárias entendem os condomínios verticais como um ou mais prédios iguais com expansão para cima, ao passo que os advogados falam sobre o conceito pensando nas casas dispostas lado a lado.





Por sua vez, corretores e profissionais do setor consideram os condomínios horizontais como os conjuntos de casas com expansão para os lados, enquanto o pessoal do direito entende o mesmo conceito como a construção de apartamentos, um em cima do outro.





O consenso é que sigamos o que as imobiliárias e construtoras praticam. Por isso, se precisar de ajuda para entender ainda mais a respeito do assunto, não deixe de nos procurar e falar com um dos nossos profissionais.





A Imobiliária Moresco tem uma base sólida de conhecimento e preparado de mercado para auxiliar em questões como essas. Logo, não deixe de entrar em contato com a gente, especialmente se quiser uma mão para escolher o espaço ideal e morar em condomínio em Brusque!


Fique por dentro das melhores oportunidades

Cadastrando-se na nossa newsletter, você receberá em seu email novidades e
informações essenciais sobre o mercado imobiliário

Fique tranquilo, nós também detestamos spam :)