Menu

Parque das Esculturas em Brusque

Um dos mais belos pontos turísticos da capital da indústria têxtil, não deixe de conhecer o Parque das Esculturas em Brusque.

Apesar de ser conhecida por suas festas típicas e pelos eventos que envolvem marcas da moda de fama internacional, a cidade de Brusque tem muito a oferecer quando o assunto é qualidade de vida e contato com a natureza.

Considerando o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região de 0,795, já podemos ter uma ideia do porquê de ela estar conquistando o coração de tantas pessoas. Afinal, todos querem construir uma vida digna, baseada em fatores como educação, renda e longevidade.

Isso, é claro, influencia diretamente a decisão de quem está à procura de uma cidade que abra caminhos para o desenvolvimento, seja em questões tecnológicas e estruturais, seja quanto ao cuidado para com a população.

Nesse sentido, também entra em destaque o fato de Brusque apostar alto na preservação da natureza. Temos como exemplo os parques que rodeiam o município, como o Parque das Esculturas, que harmoniza as maravilhas da natureza ao talento do ser humano, criando uma atmosfera interessante.

Pensando nesse contexto, resolvemos escrever este artigo contando um pouco mais sobre a qualidade de vida em Brusque e suas possibilidades de lazer. Teremos como foco o Parque das Esculturas, com sua história e  curiosidades. Confira o que preparamos para você!

Qualidade de vida e natureza em Brusque


parque das esculturas em brusque

Quando falamos em qualidade de vida, automaticamente ligamos esse fator a variáveis como longevidade da população, renda média, segurança, educação de primeira e desenvolvimento humano. E, para falar a verdade, a cidade de Brusque é exemplo em todos esses pontos.

De acordo com o Atlas do Desenvolvimento Humano, no município, a esperança de vida ao nascer é de 78,64 anos. Além disso, entre 2000 e 2010, a taxa de mortalidade infantil na região caiu de 13,3 óbitos por mil nascidos vivos para 8,6 óbitos por mil nascidos vivos.

No quesito educação, entre os mesmos anos, o percentual da população de 18 anos ou mais com Ensino Fundamental completo, passou de 44,71% para 59,10% na cidade de Brusque. Daqueles com 25 anos ou mais, a taxa de pessoas com Ensino Médio completo era de 24% em 2010.

Conforme dados do IBGE, ainda temos pontos positivos no quesito renda. Em 2018, o salário médio mensal da população era de 2,5 salários mínimos, sendo que 44,5% dos moradores estavam trabalhando com carteira assinada.

No entanto, outro fator deve ser observado: a exuberante natureza em Brusque, que faz com que as pessoas não consigam desapegar do lugar e, ainda, colabora para manter a qualidade de vida da população.

São parques, cachoeiras e cascatas que enchem os olhos de quem se rende a prestar atenção nas belezas naturais. Muitos turistas criam suas rotas de viagem com base apenas nos espaços ao ar livre do município.

Lazer para todas as idades


E por falar em espaços abertos, obviamente não poderíamos deixar de citar o lazer democrático empregado nos atrativos de Brusque. Mesmo os eventos realizados com muito chope gelado, também podem ser para qualquer idade.

Para aqueles que gostam de curtir a noite, tomar uns bons drinks e aproveitar a vida boêmia, a região conta com bares, boates e pubs que alegram qualquer público, contemplando a diversidade de gostos que só o Brasil tem.

Os shoppings e centros de atacado da moda também movimentam a cidade, chamando a atenção do público lojista ou de turistas que gostam de fazer compras de peças de qualidade e a um preço justo.

Aliás, até os religiosos são atendidos plenamente por aqui, pois a cidade de Brusque é conhecida por suas peregrinações, em uma espécie de turismo religioso. O Santuário de Nossa Senhora de Azambuja, por exemplo, recebe em torno de três mil pessoas a cada final de semana.

Já quanto a praças e parques, a região preserva com tamanho cuidado os espaços verdes e ao ar livre. Inclusive, conta até com uma reserva ambiental de preservação da Mata Atlântica, muito buscada por quem visita a cidade.

Parque das Esculturas em Brusque


parque das esculturas em brusque

Agora que pudemos entender melhor quanto à qualidade de vida e à questão da presença da natureza na cultura da cidade de Brusque, podemos nos aprofundar sobre um atrativo bem especial: o Parque das Esculturas.

Considerado um dos melhores parques do município, o Parque das Esculturas conta com 40 obras esculpidas em mármore. Elas foram produzidas por artistas de diversas partes do mundo e estão espalhadas pelos 23 mil metros quadrados do parque, tido como o maior da América Latina no gênero.

Vamos, então, conhecer mais afundo sobre esse parque curioso e entender de onde veio a ideia de sua criação? Acompanhe a história a seguir!

História e curiosidades


O projeto do Parque das Esculturas foi idealizado pela administração municipal e ganhou forma em 2009, quando foram investidos cerca de R$ 1.051.444,71. A ideia era transformar o parque em uma grande galeria de arte a céu aberto.

Contudo, sua criação já era pensada desde 2001, quando Brusque foi palco do 1º Simpósio Internacional de Esculturas do Brasil. Até 2007, outras edições do evento foram sediadas na cidade, resultando em mais de 100 esculturas.

40 dessas peças foram espalhadas pelos 23 mil metros quadrados do Parque das Esculturas, o que inclui logradouros, praças e outros pontos turísticos. Uma das mais famosas e principais é a chamada "Tortura Nunca Mais", esculpida em mármore pelo grande artista Oscar Niemeyer.

Outros artistas homenageados pelo espaço com suas obras foram Amílcar de Castro, artista plástico de renome mundial; e Giò Pomodoro, tido como um dos escultores italianos mais brilhantes dos últimos tempos.

Para complementar a ideia de uma galeria ao ar livre e atender às necessidades dos visitantes, o projeto contou com a criação de uma quadra de areia, um parque infantil, uma sede administrativa e até uma academia que atende diferentes públicos, de distintas idades.

O local foi aberto oficialmente em 2014. A inauguração contou com a presença de seis artistas internacionais homenageados, bem como autoridades nacionais e a própria comunidade de Brusque.

Localização e horário de funcionamento


O Parque das Esculturas está localizado na Rua Valentim Maurici, no centro da cidade de Brusque, no bairro Mont Serrat, às margens da Rodovia Antônio Heil e a poucos metros do Pavilhão da Fenarreco.

É uma opção muito atrativa para quem curte estar em contato com a natureza e apreciar as belezas humanas e naturais. Por conta disso, em feriados prolongados e dias de folga, o parque está sempre cheio.

O local funciona diariamente, das 9 às 21 horas. A entrada é gratuita e os visitantes podem percorrer o parque livremente, sendo possível fotografar e filmar as esculturas de mármore. Em dias mais quentes, muitos optam até por fazer um piquenique no Parque das Esculturas.

Conheça de perto as belezas naturais de Brusque


Como pudemos perceber, a cidade de Brusque vai muito além de festas tradicionais e da fama de Capital da Indústria Têxtil. Ainda que sejam seus pontos de destaque, outros atrativos prendem a atenção de visitantes, em especial aqueles que buscam por maior contato com a natureza.

Caso queira visitar o Parque das Esculturas, temos certeza de que nosso artigo sobre “Como chegar em Brusque” será de grande ajuda. Por isso, leia com atenção o que preparamos e elabore sua rota de viagem para conhecer de pertinho as belezas naturais de Brusque!

Fique por dentro das melhores oportunidades

Cadastrando-se na nossa newsletter, você receberá em seu email novidades e
informações essenciais sobre o mercado imobiliário

Fique tranquilo, nós também detestamos spam :)