Menu

Motivos para sair do aluguel em Brusque em 2021

Quer conhecer bons motivos para sair do aluguel em Brusque? Saiba aqui porque esse pode ser o ano do imóvel próprio na cidade. Confira!

Considerada uma das melhores cidades para morar em Santa Catarina, Brusque tem apresentado nos últimos anos um boom imobiliário.

Com isso, novos empreendimentos são sinalizados todos os anos para atender a demanda de imóveis para a população: casa, apartamentos, sobrados e mais uma infinidade de opções. 

Em resposta a isso, também tem ficado cada vez mais fácil adquirir um imóvel na cidade, seja com as diferentes opções de pagamento, ou até mesmo pelo incentivo por parte do governo na baixa dos juros. 

Se você não vê a hora de parar de pagar aluguel, o artigo de hoje foi feito especialmente para você. 

Nele abordaremos as expectativas para o mercado imobiliário neste ano e alguns motivos pelos quais você pode sair do aluguel em Brusque ainda em 2021. 

Fique com a gente e acompanhe!

O boom imobiliário em Brusque


Você já deve estar cansada de ouvir isso, mas precisamos continuar a reafirmar que Brusque está entre os melhores lugares para se viver no país. E não somos nós que estamos dizendo, são os números. 

Isso mesmo! Para você ter uma noção, a população de Brusque aumentou, só nos últimos 10 anos, em mais de 30 mil pessoas. E tudo isso é reflexo da qualidade de vida que ela oferece aos moradores.

Ela está entre as cidades mais seguras para se viver no Brasil, tem alto índice de desenvolvimento humano e, como se não bastasse tudo isso, é muito bem localizada! A cidade é vizinha de cidades importantes como Blumenau, Itajaí e Balneário Camboriú, além de estar a poucos km da capital, Florianópolis. 

Para atender a demanda por imóveis dos novos moradores e da população no geral, a cidade tem experimentado um boom imobiliário. Com isso, a cada ano tem surgido novos empreendimentos de sucesso: casas, apartamentos, condominios, sobrados, salas e muitas outras opções. 

Com isso, o mercado imobiliário e a construção civil têm movimentado crescimento exponencial, movimentando a economia por meio de vendas e locações e também gerando empregos.

A boa notícia é que as expectativas para o mercado imobiliário em 2021 são ainda melhores e prometem manter a cidade ainda mais aquecida para grandes negócios, como você verá a seguir!

Expectativa para o mercado imobiliário em 2021


motivos para sair do aluguel em brusque

Com o novo coronavírus chegando às terras brasileiras em fevereiro de 2020, a economia brasileira apresentou incertezas nos seus mais variados segmentos. No mercado imobiliário, não foi diferente. 

No entanto, na contramão das expectativas, esse foi um dos segmentos que menos sofreu com a pandemia, sendo um dos principais motores da retomada da economia. 

Com os incentivos do governo, especialmente utilizando os bancos estatais, além da queda histórica da taxa selic a 2%, aumentou-se o número de pessoas tendo acesso aos financiamentos bancários para aquisição de imóveis. 

Até mesmo investidores, acostumados com investimento na bolsa de valores, aproveitaram o momento e passaram a migrar para o mercado imobiliário, especialmente na compra de imóveis. 

Por tratarem-se de bens tangíveis, os imóveis sofrem pouco com as oscilações da economia e tornam-se investimentos seguros para o seu imóvel. 

As expectativas para o ano de 2021 são ainda maiores. Como a Selic continua baixa, os juros seguem mais baixos também, aumentando o poder de compra de quem antes não tinha acesso. Outros Incentivos, como a criação do Programa Casa Verde e Amarela (antigo MCMV), também têm possibilitado a compra de imóveis.

Especialmente para quem tem o sonho de sair de vez do aluguel, o presente ano pode ser o momento certo.

Motivos para sair do aluguel em Brusque em 2021


A seguir, confira quais são alguns dos motivos pelos quais 2021 pode ser o seu ano de parar de pagar aluguel e conquistar a casa própria!

1. Aluguéis cada vez mais caros


Com a alta do IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado) de +25% no último ano, os inquilinos começaram a enfrentar uma alta nos valores de seus aluguéis. 

Isso acontece porque o IGP-M é o principal indicador de reajustes imobiliários no Brasil, e tem apresentado recordes de alta. Para você ter noção, é o maior percentual dos últimos 18 anos.

Como se não bastasse os altos valores pagos nos aluguéis, diferente do que acontece quando você paga mensalmente o financiamento de um imóvel, esse valor não volta para você na forma de aquisição de um bem. Por isso, acaba sendo um investimento perdido. 

2. Valorização


A compra de um imóvel é um investimento entre os mais seguros, especialmente em momentos de crise. Inclusive, é muito comum nos momentos de incertezas na economia, os investidores migrarem para o mercado imobiliário.

Ele sofre pouco com as oscilações e o proprietário tem a garantia de que terá rentabilidade a longo prazo. 

Isso acontece porque um imóvel é um bem tangível e por ser necessário para que as pessoas tenham moradia, essa é uma demanda constante, independente do momento. Com isso, é possível lucrar tanto com aluguéis, como também com a venda posterior.  

3. Maior segurança e estabilidade para você e sua família


Viver pagando aluguel, oferece ao inquinho e sua família, diversos motivos de incerteza. Deixa-os sujeitos a necessidade de devolução do imóvel para o proprietário, ficam reféns dos aumentos e reajustes anuais e, no caso de desemprego, corre-se o risco de não poder arcar com o aluguel. 

Quando você possui um imóvel próprio, você e sua família ficam seguros de estar em algo que é de vocês, livres das incertezas, independente das crises como a vivenciada devido à covid-19.

4. Juros mais baixas para financiamentos


motivos para sair do aluguel em brusque

A queda da Selic a inacreditáveis 2% ao ano também é uma das responsáveis por facilitar a aquisição de imóveis através de financiamento. 

Com ela, os juros ficam muito mais baixos e você economiza bastante nos valores pagos e tem um menor comprometimento do seu orçamento mensal. 

Além disso, outro impacto da Selic baixa é que ela aumenta o número de pessoas elegíveis ao financiamento. Para você ter uma noção, em pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), pelo menos 2,8 milhões de famílias tornam-se elegíveis para receber crédito a cada ponto percentual na redução dos juros.

Na prática, isso significa que, se o juros reduzem, o cliente não precisa comprovar tantos recursos para ter a aprovação do financiamento. E para aqueles que já tinham recursos, o poder de compra também aumenta, ou seja, podem adquirir imóveis de faixas maiores de investimento.

E aí, vai perder a oportunidade de sair do aluguel e conquistar a tão sonhada casa própria?

Conclusão


No artigo de hoje você pôde conferir as expectativas para o mercado imobiliário e alguns dos motivos para aproveitar o momento e sair do aluguel. 

Apesar das dificuldades enfrentadas em 2020 com o coronavírus, o mercado terminou em alta trazendo boas perspectivas de negócio. Com a baixa de juros, ficou ainda mais barato comprar um imóvel próprio.

Isso sem falar dos subsídios do governo com o programa Casa Verde a Amarela. Praticamente, só não sai do aluguel em 2021 quem não quiser. 

Você, morador de Brusque, ainda conta com empreendimentos diversos que, com certeza, vão fazer você e sua família se apaixonarem.

Entre em contato conosco e conheça as possibilidades de negócios disponíveis para você e sua família na cidade. Dê o primeiro passo e deixe que nós te ajudamos a realizar o sonho da casa própria. 

Estamos te esperando!

Fique por dentro das melhores oportunidades

Cadastrando-se na nossa newsletter, você receberá em seu email novidades e
informações essenciais sobre o mercado imobiliário

Fique tranquilo, nós também detestamos spam :)